Principal / Segurança / Cuidado com o que você escreve nas redes sociais

Cuidado com o que você escreve nas redes sociais

A cada dia mais o ambiente online, como as redes sociais, é território para delitos virtuais. Conforme o delegado Juliano Stobbe, os crimes mais comuns de serem praticados via redes sociais são calúnia, difamação e injúria. “Vivemos num país democrático, em que o limite é a individualidade, a honra. As pessoas têm liberdade de expressão, mas não são imunes com relação aos fatos que escrevem ou dizem.”
Então, escrever que alguém é ladrão na rede social, é um crime, por exemplo. “A injúria é o xingamento, nome feio, palavrão, palavra de baixo-calão. A calúnia é a imputação de um fato a outra pessoa que se configura como crime, chamar de ladrão, chamar de estelionatário e difamação é o fato atentatório contra a honra e a moral das pessoas, chamar de prostituta, vagabundo, preguiçoso”, explica o delegado.
Conforme Stobbe, existem algumas especificidades destes crimes, o de injúria, quando o xingamento se refere a algumas características, como cor, raça, sexo, entre outros. “O crime tem uma pena mais grave”. O delegado cita outros crimes que podem ser praticados na rede, como furto, estelionato e ameaça.
Uma das maneiras de conseguir provas que estes crimes estão sendo cometidos é fazer uma captura da tela com os comentários, antes que os autores apaguem e anotar o endereço dos sites onde o delito está sendo cometido. Caso o crime tenha sido praticado em grupos de whatsapp, a vítima deve salvar os áudios. “Todos os meios de prova, desde que lícitos, são permitidos”, diz Stobbe.

Pena

De acordo com o delegado Juliano, as penas mais comuns para este tipo de crime é prestação de serviço à comunidade ou ressarcimento da vítima. “A vítima se vê satisfeita com o pagamento de x para ela ou para uma instituição de caridade e se resolve por ali o fato”.

Prefeito moveu processos

O prefeito de Taquari, Emanuel Hassen de Jesus, está processando duas pessoas por comentários conta ele em rede social. O prefeito disse que foi vítima de calúnia quando um morador do bairro Leo Alvim Faller o chamou de ladrão. “Extrapolou a crítica da política, a pessoa me chamar de ladrão vai ter que provar”. Os processos ainda não encerraram.

Vereador é condenado

O vereador taquariense Clóvis Bavaresco (PP) foi condenado em segunda instância em 2019 a pagar indenização à deputada Maria do Rosário (PT). Ele proferiu ofensas a ela pelas redes sociais, quando Maria do Rosário foi vítima de um assalto no portão de sua casa em 2017. Naquela ocasião, o seguinte comentário foi feito pelo vereador em um grupo que comentava o roubo, “Não a maltrataram? Não a estupraram com violência? Não mataram nenhum parente dela? Que pena! Ela deveria sofrer na carne!”. Em outro comentário, a deputada também é chamada de vagabunda. O vereador ainda pode apelar da condenação ao pagamento de um valor correspondente a R$ 8.000.

Além disso, verifique

Polícia prende dois foragidos com armas e carros roubados

Na manhã de ontem, uma operação denominada “Captura” prendeu dois homens, ambos foragidos da Justiça, ...

xu hướng thời trangPhunuso.vnshop giày nữgiày lười nữgiày thể thao nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcmphụ kiện thời trang giá rẻ