Principal / Geral / Quatro gerações na profissão de estofador

Quatro gerações na profissão de estofador

A Estofaria Billy, localizada na Rua Timótheo Junqueira dos Santos, está em atividade há 25 anos. A empresa de Cláudio Adriano Silva, 47 anos, e Lisiane Renner da Silva, 47, teve a primeira sede na Rua Campo Romero, em 1993.

Logo que casaram, aos 22 anos, eles montaram a estofaria e começaram a trabalhar juntos. No início, a empresa tinha o nome de Billy, uma referência ao apelido de Adriano. Anos depois, foi aberta uma sociedade e passou a ser Estofaria União, em alusão ao nome do bairro onde estava situada e por ser uma sociedade empresarial. Depois de alguns anos, Adriano comprou a parte do sócio, e retornou para Estofaria Billy, o que se mantém até hoje. “Foi assim que fiquei conhecido e botei esse nome”, justifica.
Desde o início das atividades a empresa trabalhou com a confecção de almofadas para sofás, pufes, baús, cabeceiras de cama, poltrona e banco de carro. Para a realização destas atividades, atuam o casal de proprietários, o filho deles, Jéferson Adriano Renner da Silva, 27 anos, e, quando há muita demanda, uma outra pessoa é chamada para auxiliar. “É uma empresa de família”, destaca Adriano. A empresa atende clientes de Tabaí, Triunfo, Lajeado, Porto Alegre e Litoral.
Nestas décadas de atuação, os empresários acompanharam muitas empresas do mesmo ramo encerrar as atividades em Taquari. “Quando começamos, eram cinco estofarias em Taquari”, lembra. Na forma de trabalhar, pouca coisa mudou. “E um serviço artesanal, não tem como automatizar, fazer em série. Isto torna a peça única”, diz. No entanto, a qualidade das madeiras e tecidos que fazem as peças tiveram mudanças. “Antigamente, a estrutura de um sofá era ótima, mas isto não é do meu ramo. Hoje está deixando a desejar, é mais fraquinha. Na minha parte continua a mesma coisa, tudo é feito à mão, como a colocação das taxas e dos botões. Não dá pra comprar uma máquina. Na loja é padronizado e na estofaria tu tens a opção de escolher a cor”, compara.
Para reformar uma peça, como uma poltrona, podem ser necessário uma tarde ou um dia e meio, dependendo dos detalhes. Por esse motivo, cada serviço tem o seu preço e os detalhes podem modificar o preço.
Para o futuro, o sonho dos empresários é ter a marca própria de poltronas decorativas. “Já fazemos alguma coisa, mas não temos a fábrica. Nossa vontade é transformar, além da estofaria, em uma fábrica de estofados. É um sonho, uma meta que não sabemos se vamos conseguir atingir”, afirma. Para alcançar esta meta, é necessário um espaço físico maior para armazenagem da produção. “Quero partir para isto, mas com calma. Temos maquinário, mas para armazenar os espaços precisaria de espaço. Precisaríamos também de apoio do poder público, hoje fazer tudo por conta própria não é fácil. Por enquanto não vou mexer nisso porque a crise tá grande e não quero ser mais um em crise”, diz.
Com mais de duas décadas e meia de profissão, Adriano sente-se agradecido pela confiança da comunidade. “Faço porque é gratificante. Não é um ramo que dá lucro. Trabalhamos muito e temos um prédio de madeira. É a satisfação de pegar uma cadeira toda rasgada, modificar e deixar ela bonita; de ver que somos capazes de fazer”, diz.

Quarta geração de estofador na família

A profissão de estofador, Adriano aprendeu com o pai, Anselmo, que foi proprietário da Estofaria São Jorge, localizada na Avenida Lautert Filho. “Quando comecei a trabalhar foi o que aprendi, comecei a fazer sofazinhos para bonecas com 10 anos. E fui desenvolvendo e aprendi a trabalhar. Com 20 anos, casei e montei uma para mim”, recorda. Anselmo, por sua vez, também aprendeu a trabalhar com o seu pai, Dolfin, em Bom Retiro do Sul. “O pai (de Adriano) foi servir ao quartel, quando voltou foi trabalhar com ele (Dolfin). Conheceu a esposa, que era taquariense, casou e passou a morar em Taquari onde montou a estofaria, há 50 anos”, conta.
Atualmente, o filho de Adriano, Jéferson está trabalhando na empresa, atuando na área de estofados para automóveis.

Além disso, verifique

Taquari fecha o primeiro semestre com saldo positivo na geração de emprego

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados referentes ao primeiro semestre de 2022 ...

xu hướng thời trangPhunuso.vnshop giày nữgiày lười nữgiày thể thao nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcmphụ kiện thời trang giá rẻ