Principal / Geral / Mesmo sem Romaria, devotos fizeram caminhada até o Santuário

Mesmo sem Romaria, devotos fizeram caminhada até o Santuário

O terceiro domingo de agosto é conhecido entre os católicos pela realização da Romaria de Nossa Senhora da Assunção. No entanto, devido à pandemia de coronavírus, pelo segundo ano consecutivo, ela não ocorreu. Neste ano, diferentemente de 2020, o santuário foi aberto para visitação dos devotos. No domingo, 15 de agosto, desde cedo, a movimentação foi intensa, mantendo-se ao longo do dia.

Independente de ter a caminhada ao lado da imagem de Nossa Senhora da Assunção, muitas pessoas fizeram a sua peregrinação. Devotos de municípios como Paverama, Tabaí, Fazenda Vilanova, Coxilha Velha (Triunfo) e do interior de Taquari, saíram cedinho para cumprir o ritual. “Para mim foi uma das romarias mais significativas, pois foi livre e com expressão de uma fé madura. Mesmo sem a realização da caminhada nos moldes das anteriores, os devotos, especialmente, da região, fizeram a sua. Foi um dia leve, lindo e livre. Uma caminhada no silêncio que o momento da realidade inspira”, Avaliou Frei João Sulzbach.
No santuário, voluntários davam orientações para evitar aglomeração de pessoas, com o fluxo direcionado. O portão frente à porta do Santuário foi utilizado apenas para o acesso com saída pela porta lateral, encaminhando para a área do camping, sendo obrigatório o uso de máscara, o distanciamento social e a higienização constante das mãos. A organização também higienizava repetidamente os bancos do santuário.
A Romaria de Assunção é uma caminhada de aproximadamente 3,5 quilômetros entre as igrejas de Nossa Senhora das Graças e o Santuário, no Rincão São José, em Taquari. Ela ocorre desde 1988 e teve 32 edições.

A caminhada dos devotos

A moradora de Paverama, Noemi Quadros Nunes, 51 anos, saiu da localidade de Boa Esperança, às 3h20min da madrugada, para fazer a caminhada, e chegou no santuário por volta das 9h30min. Foram cerca de 25 quilômetros percorridos. “A fé que temos dá motivação. Venho sempre agradecer, na verdade, pela saúde da família; a minha saúde, pois estou com 51 anos e posso agradecer. Venho sempre que tenho companhia, para agradecer e pedir que no ano que vem possa estar aqui de volta, que eu tenha saúde e com a minha família”, conta. No ano passado, em decorrência da pandemia, ela não fez a caminhada. Neste ano, já com uma dose da vacina e sentindo-se mais segura, fez a peregrinação até o santuário. “Temos também que agradecer por isso, por estarmos passando por uma pandemia e podermos estar aqui com saúde.” Noemi conta que um grupo de conhecidos seus saiu às duas da manhã do Centro de Paverama, percorrendo, a pé, cerca de 40 quilômetros.
Um grupo da localidade de Coxilha Velha, Triunfo, também fez a caminhada. A auxiliar de cozinha, Franciele Schweitzer Rodrigues, 22 anos, diz que todo ano ela caminha, um hábito que aprendeu com a mãe. “Comecei a vir junto com ela e gostei.” Neste ano, Franciele estava acompanhada do marido, Fabrício Loureiro dos Reis, 24 anos, e do cunhado, Fabiano Loureiro dos Reis, 28 anos, que fez a caminhada pela primeira vez. “Tudo o que a gente pede aqui pode demorar, mas acaba se realizando.”
De Fazenda Vilanova, a professora Cláudia Dornelles, 52 anos, integrou um grupo de 17 pessoas que saiu do Centro do município, às 5 horas, percorrendo cerca de 24 quilômetros pelo interior, passando pelas localidades de Arroio da Erva, Alto Pinheiral, na divisa com Taquari, Fazenda dos Portos, Amoras e Rincão.
A maioria dos integrantes faz essa romaria anualmente, porém, no ano passado, não a realizou em decorrência da pandemia. Esta foi a segunda vez que a professora fez a caminhada até o Santuário. “Na primeira vez, fiz por uma promessa, para agradecer a graça alcançada. Neste ano, apenas gratidão pela vida. Minha família toda está bem, ninguém foi vítima da covid-19, então precisamos agradecer sempre”, justifica.
Para ela, o longo percurso passou despercebido. “Não me senti cansada, é um local abençoado, de paz, é revigorante. Fizemos todo o percurso entre amigos e isso torna a caminhada muito alegre, nem percebemos a distância”, diz.

Além disso, verifique

Número de casos de Covid-19 é o mais alto desde o início da pandemia

Taquari vive mais um momento crítico em relação ao coronavírus. Depois de iniciar a testagem ...

xu hướng thời trangPhunuso.vnshop giày nữgiày lười nữgiày thể thao nữthời trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautifulgiay the thao nugiay luoi nutạp chí phụ nữhardware resourcesshop giày lườithời trang nam hàn quốcgiày hàn quốcgiày nam 2015shop giày onlineáo sơ mi hàn quốcshop thời trang nam nữdiễn đàn người tiêu dùngdiễn đàn thời tranggiày thể thao nữ hcmphụ kiện thời trang giá rẻ